Suzy Oliveira foi uma das entrevistadas por Drauzio Varella em matéria exibida no Fantástico. O médico passou a ser atacado após a divulgação nas redes do motivo da prisão dela – que se manifestou através de uma carta escrita de próprio punho

A reportagem sobre a vida das transexuais nos presídios feita por Drauzio Varella e exibida pelo Fantástico no último dia 1º de março continua rendendo desdobramentos.

Após a exibição da matéria, o público ficou extremamente comovido com a história de Suzy Oliveira, que há 8 anos não recebe visitas.

No último final de semana, no entanto, o assunto voltou a figurar na lista dos assuntos mais comentados da web após o site O Antagonista revelar o motivo da prisão de Rafael Tadeu de Oliveira dos Santos, o nome de batismo de Suzi.

Em maio de 2010, a transexual estuprou e estrangulou um menino de 9 anos. Após todo o burburinho, Drauzio recorreu às redes sociais para publicar um comunicado (veja abaixo) no qual diz “não ser juiz” e que, mesmo antes da reportagem não havia perguntado o motivo pelo qual Suzy estava presa.

Na tarde desta segunda-feira (09/03), a advogada Bruna Paz, que cuida da execução da pena, mas não foi a advogada dela durante o processo, compartilhou no Instagram uma carta escrita de próprio punho no qual Suzy diz que se arrepende do crime que cometeu, pede perdão, e diz que está pagando por seus erros.

“Eu, Suzi Oliveira, “Rafael Tadeu” venho dizer que na entrevista ao jornal Fantástico não me foi perguntado nada referente ao B.O. Eu sei que errei e muito. Em nenhum momento tentei passar como inocente”, começa Suzy.

“Desde aquele dia me arrependi verdadeiramente e hoje eu estou aqui pagando por tudo que eu cometi… Errei sim e estou pagando cada dia, cada hora e cada minuto aqui neste lugar…”, continua.

“Antes eu não tive essa oportunidade, agora eu estou tendo; apenas quero pedir perdão pelo meu erro no passado”, finaliza.

Ao compartilhar a carta escrita por Suzi, a advogada contou que foi a transexual pediu que ela publicasse o conteúdo, e reitera que ela já foi condenada pelo crime que cometeu.

Fonte | Pragmatismo Político  Foto | Redes sociais

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *