Polícia abriu inquérito para apurar o caso. O suspeito também está sendo procurado.

Um empresário está sendo investigado por suspeita de obrigar um menino de 12 anos, que teria quebrado uma placa do balneário do qual ele é dono, a cavar uma cova sob ameaça de arma de fogo. O crime aconteceu na quarta-feira (2), no Distrito de São Lourenço de Fátima, em Juscimeira, a 164 km de Cuiabá, e o suspeito não foi localizado desde então.

De acordo com o delegado que investiga o caso, Claudemir Ribeiro, foi aberto um inquérito para apurar o caso e testemunhas estão sendo ouvidas. O suspeito também está sendo procurado.

Como o caso envolve menor de idade, a investigação está sob sigilo e não serão repassados detalhes. No entanto, o delegado informou que se trata de uma ameaça à criança por supostamente ter danificado por várias vezes as placas de sinalização que indicavam a localização do balneário.

Depois do ocorrido, a criança voltou para casa e contou sobre a ameaça para a avó. Ela procurou a polícia e registrou um boletim de ocorrência contra o empresário e, com base nessa denúncia, a polícia abriu inquérito.

Fonte | G1

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *