Uma reunião de trabalho, na tarde desta segunda-feira (02), no auditório do Palácio da Cidadania, envolvendo os agentes comunitários de saúde (ACS) e agentes de combate a endemias (ACE) visou a capacitação destes profissionais para o enfrentamento integrado ao mosquito Aedes aegypti, que é o vetor responsável pela transmissão de Dengue, Chikungunya e Zika vírus, as chamadas de arboviroses. A reunião conta com a assessoria de representantes do Ministério da Saúde (MS) e da Secretaria Estadual de Saúde (SES).

De acordo com a gerente do departamento de Saúde Coletiva da Secretaria Municipal de Saúde, Geraldina Ribeiro, a proposta de integrar a atuação destes servidores tem por objetivo fortalecer os processos de trabalho, contribuindo assim para ações mais efetivas de prevenção e controle das arboviroses, conforme é preconizado pelo Ministério da Saúde.

“O intuito do momento é de integrar as equipes para um trabalho com foco na eficiência do combate às arboviroses no município”, destacou Geraldina. Ao todo mais de 300 agentes participaram da reunião no auditório da Prefeitura de Rondonópolis. Ela ressalta que é preciso somar as forças no controle do Aedes aegypti e essas duas categorias de agentes têm papel fundamental nesse trabalho.

Lembra que estes profissionais visitam as residências periodicamente, contribuindo na eliminação dos criadouros do mosquito incluindo a orientação sobre as maneiras de prevenção. “Por isso, a capacitação destes profissionais é de suma importância”, disse Geraldina, destacando que a reunião de trabalho atende Plano Municipal de Enfrentamento às Arboviroses, visando o período sazonal 2019/2020, que vem sendo elaborado por uma equipe multiprofissional da Secretaria Municipal de Saúde.

Nesta terça-feira (03), Geraldina complementa, está programada a realização da reunião de trabalho à capacitação de manejo clínico para médicos e enfermeiros da rede municipal de Saúde, com o especialista em medicina tropical do Ministério da Saúde, o médico infectoligista Dalcy Albuquerque Filho.

“O objetivo é trabalhar a integração de todos os profissionais envolvidos no combate e atendimento dessas doenças, além de mostrar estratégias de enfrentamento das arboviroses”, disse a gerente do Departamento de Saúde Coletiva de Rondonópolis.

Além da capacitação dos profissionais para a identificação correta dos casos, Geraldina assinala que o Plano Municipal de Enfrentamento às Arboviroses prevê ações de controle de vetores, intensificação de ações de combate ao vetor das doenças.

Fonte | Assessoria

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *