Marcos não aceitava o fim do relacionamento com Débora e a matou na segunda-feira. Polícia pediu que ele se entregasse, mas suspeito atirou no próprio queixo e morreu enquanto era socorrido.

Débora de Oliveira Silva, de 37 anos, foi assassinada na frente de um dos filhos dela em Sorriso — Foto: Facebook/ReproduçãoUm homem que era procurado suspeito de ter matado a ex-mulher dele com um tiro no rosto no Distrito de Caravaggio, município de Sorriso, a 420 km de Cuiabá, foi encontrado morto na manhã desta terça-feira (9). De acordo com a Polícia Civil, Marcos Rogério Lima, de 33 anos, atirou contra si mesmo ao ser encontrado em um esconderijo e morreu enquanto era socorrido ao hospital.

Marcos era apontado pela polícia como autor do crime. Débora de Oliveira Silva, de 37 anos, foi assassinada na frente de um dos filhos dela na segunda-feira (8). Marcos não aceitava o fim do relacionamento com Débora.

Ele era considerado foragido e procurado pela polícia.

Segundo a Polícia Civil, havia informações de que ele estava escondido em um barraco, no Distrito de Caravaggio. Os policiais encontraram a casa fechada, mas o suspeito estava dentro do imóvel.

A polícia pediu que ele abrisse a porta e se rendesse. Os policiais ouviram um tiro e entraram na casa. Marcos havia efetuado um tiro em seu próprio queixo. Ele recebeu socorro, foi colocado na viatura e levado ao Pronto Atendimento de Nova Ubiratã, a 506 km de Cuiabá, mas morreu na unidade médica.

O caso

De acordo com a Polícia Civil, Débora foi atingida no rosto por um tiro de espingarda e socorrida por uma ambulância. Ela teve o rosto desfigurado por conta do disparo.

A vítima foi levada ao Hospital Regional de Sorriso, mas não resistiu e morreu. Débora era mãe de cinco filhos, sendo três filhos de Marcos Rogério. Eles foram casados por 15 anos e se separaram recentemente.

“Ele chegou de forma sorrateira, pelos fundos da casa, e se deparou com o filho da vítima e a mulher. O filho fez um movimento para tentar defender a mãe. Não deu tempo e ele [o ex-marido] deu um tiro no rosto dela, na frente do filho”, explicou o delegado Nilson Farias.

Fonte | G1

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *