Presidente falou durante sessão solene em homenagem aos 42 da Igreja Universal do Reino de Deus, na Câmara dos Deputados

presidente Jair Bolsonaro disse, nesta quarta-feira (10), que indicará um ministro “terrivelmente evangélico” para uma das vagas do STF (Supremo Tribunal Federal).

Durante o mandato de Bolsonaro, a Suprema Corte terá duas aposentadorias compulsórias, dos ministros Celso de Mello e Marco Aurélio Mello.

— O Estado é laico, mas nós somos cristãos. Ou, para plagiar a ministra Damares, nós somos terrivelmente cristãos. Poderei indicar dois ministros para o STF e um deles será terrivelmente evangélico.

A fala do presidente ocorreu no culto da frente parlamentar evangélica, no auditório Nereu Ramos, da Câmara. Depois, o presidente reiterou a indicação em seu discurso durante a sessão solene em homenagem aos 42 anos da Igreja Universal do Reino de Deus, no plenário da Câmara dos Deputados.

Fonte | R7

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *