O motorista de aplicativo Jonas de Almeida Silva, sequestrado por membros de facção criminosa, foi encontrado morto dentro do porta mala do seu carro na região do São Benedito, em Várzea Grande.

A informação foi confirmada pelo coronel da Polícia Militar, Marcos Sovinski, que relatou que o carro e o corpo estavam carbonizados.

Ele foi dado como desaparecido após familiares registrarem o sumiço do rapaz. Na madrugada desta quinta-feira (28), as equipes de seguranças realizaram buscas na região, mas nada tinha sido encontrado. Já nessa manhã, as buscas foram retomadas.

As primeiras informações repassadas são de que Jonas de Almeida Silva, que trabalha como motorista de app teria sido sequestrado por membros de uma facção criminosa e teria sido morto. Jonas estava sumido desde às 19 horas de quarta-feira (27).

Os relatos são de que os criminosos da facção acusavam o motorista de ter praticado um estupro. A Polícia Civil, Militar e a Guarda Municipal realizaram as buscas.

Fonte | Folhamax

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *