Segundo delegado seccional, médico de 74 anos foi flagrado compartilhando vídeos.

Powered by Rock Convert

A Polícia Civil de Casa Branca (SP) prendeu um médico nesta quinta-feira (28) durante a 4º fase da operação nacional “Luz na Infância”. Segundo o delegado seccional Benedito Antônio Noronha Júnior, o pediatra de 74 anos foi flagrado em casa com materiais e vídeos de pornografia infantil.

operação deflagrada em todo o país nesta manhã combate a exploração sexual de crianças e adolescentes na internet. São cumpridos 87 mandados de busca e apreensão no estado de São Paulo.

Os policiais de Casa Branca foram até a casa do médico, no Centro, e flagraram o pediatra. “Causou até uma surpresa porque é um médico bem conceituado aqui no município. O computador estava ligado e ele estava compartilhando o material, realmente não houve dúvida de que ele estaria nessa situação”, disse o delegado.

A polícia apreendeu um computador, um notebook e vários aparelhos celulares. O médico foi encaminhado para a delegacia para prestar depoimento. “O delegado que acompanhou a diligência está analisando e verificando as condições de procedência e deve lavrar o flagrante colocando o médico a disposição da Justiça”, disse Noronha.

As penas para os crimes investigados variam entre 1 e 8 anos de prisão. Quem armazena material de pornografia infantil tem pena de 1 a 4 anos de prisão. Para quem compartilha, a pena é de 3 a 6 anos de prisão. A punição aumenta para 4 a 8 anos de prisão para quem produz esse tipo de material.

Computadores e aparelhos celulares apreendidos em Casa Branca — Foto: Ary Molinari/ Polícia em Ação

Computadores e aparelhos celulares apreendidos em Casa Branca — Foto: Ary Molinari/ Polícia em Ação

Operação

A ação nacional é coordenada pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública e realizada pelas polícias civis de cada estado.

Leia também: Operação Nacional Combate Pedofilia E Pornografia Infantil Nos 26 Estados E No DF

Entre os crimes identificados na operação, estão o armazenamento, o compartilhamento e a produção de pornografia infantil. As penas variam de 1 a 8 anos de prisão.

A operação é realizada nos 26 estados e no Distrito Federal e envolve 133 cidades. Ao todo, estão sendo cumpridos 266 mandados de busca e apreensão.

Leia também: Polícia Civil Prende 5 Acusados De Pedofilia Em Mato Grosso

Até 8h45, 62 pessoas haviam sido presas em flagrante em todo o país.

Investigação

Os alvos foram identificados pela equipe do Laboratório de Inteligência Cibernética da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça, com base em informações coletadas na internet.

O conteúdo foi repassado às Polícias Civis, para apuração das Delegacias de Proteção à Criança e ao Adolescente e de Repressão a Crimes Informáticos. Após a apuração, as delegacias instauraram inquéritos e solicitaram as buscas à Justiça, conforme explicou o coordenador do laboratório de inteligência da Secretaria de Operações Integradas, Alessandro Barreto.

“O Ministério da Justiça acionou os estados e os estados investigaram, as polícias civis estaduais instauraram inquéritos, e solicitaram mandado de busca. No decorrer do cumprimento dos mandados, elas encontram situação de fragrante e conduzem os presos para as delegacias”, explicou.

Para a operação, foram analisados 237 mil arquivos, um volume de 710 GB de dados.

Fonte | G1

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *