Por falta de funcionários, cinco salas de aula foram fechadas na Escola Estadual Dione Augusta e cerca de 175 alunos do ensino médio foram afetados.

Powered by Rock Convert

Sem aula há dois dias, parte dos estudantes da Escola Estadual Dione Augusta, em Cuiabá, protestaram contra a redução do quadro de profissionais da Educação, na terça-feira (26). Por falta de funcionários, cinco salas de aula foram fechadas e cerca de 175 alunos do ensino médio foram afetados.

Os estudantes, que estudam no período noturno, ocupam um anexo em uma escola municipal.

A decisão do fechamento foi do conselho da unidade, que passou a ter problema com a falta de organização da escola estadual.

As aulas começaram no dia 11 desse mês sem auxiliar de limpeza e monitor de pátio. O maior problema, no entanto, é a falta de um secretário.

A reportagem entrou em contato com a Secretaria Estadual de Educação e aguarda um posicionamento.

Contratos temporários

Em fevereiro, um total de 1.829 contratos temporários para profissionais da educação que encerraram no final do governo Pedro Taques (PSDB) não foram renovados pela nova gestão, do governador Mauro Mendes (PSDB).

A medida foi anunciada pelo governo como sendo para corte de gastos.

Os profissionais atuavam nas escolas, com cargos de analista de desenvolvimento econômico e social, técnico de desenvolvimento econômico e social e técnico administrativo educacional, de acordo com a Secretaria Estadual de Educação (Seduc).

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep), Valdeir Pereira, afirmou que a não renovação dos contratos vai prejudicar os projetos pedagógicos desenvolvidos nas unidades de ensino de todo o estado.

“Mexendo nos projetos pedagógicos das unidades, o governo entende que está economizando com a educação. Fez uma interferência direta no projeto pedagógico e diz que isso é economia. Ele precisa explicar se o projeto dele é cortar despesas com atividade fim”, declarou.

Fonte | G1

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *