Justiça apontou supostas irregularidades na escolha de aliados para participar da comissão e suspendeu CPI no ano passado. Emanuel Pinheiro (MDB) aparece em vídeos enchendo os bolsos do paletó com maços de dinheiro.

Powered by Rock Convert

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) aberta para investigar a conduta do prefeito da capital, Emanuel Pinheiro (MDB) completou um ano suspensa por decisão judicial em março. A investigação foi aberta em novembro de 2017 depois dele aparecer em um vídeo enchendo os bolsos de dinheiro em espécie do ex-chefe de gabinete do ex-governador Silval Barbosa (MDB), Sílvio Corrêa Júnior.

Após o início das investigações, a CPI foi suspensa a mando da Justiça por supostas irregularidades na escolha de aliados do investigado para compor a CPI.

À época, Emanuel Pinheiro disse que não fez nada ilícito e que iria comprovar isso na Justiça.

Os vídeos em que o prefeito e outros políticos aparecem recebendo suposto dinheiro de propina foram entregues à Justiça pelo ex-governador Silval Barbosa, em acordo de delação premiada homologado no Supremo Tribunal Federal (STF).

Na época, Emanuel era deputado estadual.

Os vereadores que compõem a CPI chegaram a ouvir parte dos envolvidos. Entre eles, o servidor da ALMT, Valdecir Cardoso de Almeida, responsável por instalar a câmera usada para gravar as imagens e o ex-governador Silval Barbosa.

O vídeo

As imagens mostram Emanuel Pinheiro chegando ao gabinete e perguntando do dinheiro: “E aí? Como é que ficou? ”, questiona. “Quatrocentos e cinquenta agora. Mas tem que trazer uma mochila”, responde Silvio.

Emanuel orienta como prefere receber: “O de 100 para mim”, diz. “Só tem pacote de 100. Você quer levar um de 100?”, pergunta Silvio. “Não. Me dá os cinquenta”, responde Emanuel. “Não dá. Tem vinte aqui já”, fala Silvio.

O diálogo continua: “E não tem mais nenhum?”, pergunta Emanuel Pinheiro. “Não. Só de vinte”, afirma Silvio Cezar. “Eu levo vinte e você dá trinta pra ele. Feito?”, diz Emanuel.

E aí o prefeito enche os bolsos do paletó de dinheiro. “Ê, Silvio! ”, exclama Emanuel Pinheiro, do PMDB. Deixa até cair. Ele se agacha para juntar os maços de dinheiro e confere. “Aqui tem quanto? Vinte? Contado?”, pergunta Emanuel.

Fonte | G1

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *