Como já virou tradição no país, para a alegria de uns (que almejam vender, vender e lucrar) e o desespero de outros (que, cedo ou tarde, vão ter contas e mais contas para pagar), a Black Friday está de volta.

Embora sua origem tenha se dado nos Estados Unidos na década de 1950, o termo (Black Friday) só foi adotado mesmo, para valer, cerca de trinta anos depois (nos gloriosos anos 1980), tendo se espalhado pelos mais distantes rincões do planeta, e sendo adotada inclusive no Brasil, onde as versões/aberrações Black Week e Black November já deram o ar da sua graça também. Chamemos isso de “criatividade”!

Historicamente, a Black Friday ocorre na quarta sexta-feira do mês de novembro, seguindo religiosamente as celebrações do Thanksgiving Day (Dia de Ação de Graças), sendo este um dia especial porque as lojas geralmente oferecem descontos inimagináveis em outras épocas do ano e por isso muitas pessoas (que economizaram durante os meses anteriores) aproveitam para comprar presentes para o Natal, o Ano Novo e até para futuros aniversariantes! Resultado dessa equação: insatisfação por causa do empurra-empurra e até casos de confrontos entre clientes na luta pelos melhores produtos e os menores preços oferecidos pelas grandes lojas. Absurdo!?

Por outro lado, o Thanksgiving Day, também conhecido como Turkey Day (Dia do Peru), é uma data mais calma e tradicional (o primeiro foi em 1620), que se mantém na quarta quinta-feira do mesmo mês, quando as pessoas se juntam e se dedicam a demonstrar sua gratidão a Deus pelas bênçãos recebidas durante o ano. Além disso, a fartura gastronômica inclui batata-doce, purê de batata, torta de abóbora, torta de maçã, torta de nozes, dentre outras possibilidades.

Interessante saber que, em 1966, a lei 5.110 estabeleceu que as comemorações de Ação de Graças no país também se dariam na quarta quinta-feira do mês de novembro, sendo que a data é geralmente lembrada por famílias de origem americana e por algumas igrejas cristãs protestantes, como a luterana, presbiteriana, a batista e a metodista. Cursos de inglês também costumam comemorar a data, of course.

Em ambas as ocasiões, Thanksgiving Day e Black Friday, além delas próprias, diversas outras palavras e expressões da língua inglesa pululam de boca em boca e podem ser vistas em cartazes, panfletos, telas de TV, celulares, tablets etc. nas lojas brasileiras. Eis uma ótima oportunidade para você (re)aprender construções como Cyber Monday, Gray Thursday, e-commerce e tantas outras, my dear, você não acha?

Fonte | Jerry Mill -Mestre em Estudos de Linguagem (UFMT), presidente da Associação Livre de Cultura Anglo-Americana (ALCAA), membro-fundador da ARL (Academia Rondonopolitana de Letras), associado honorário do Rotary Club de Rondonópolis e autor da biografia Lamartine da Nóbrega – Uma História Como Nenhuma Outra

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *