Servidores da Secretaria Municipal de Promoção e Assistência Social se juntaram aos outros parceiros para participar do primeiro workshop de sensibilização realizado horas de depois do lançamento oficial do projeto que busca inserir jovens e Portadores de Deficiências (PCDs) no mercado de trabalho, liderado pela Fundação Bunge.

O objetivo geral do projeto é a qualificação da mão de obra desse público e destinar aqueles que precisam às vagas de trabalho. Durante toda a tarde Fundação Bunge, empresários, sindicatos patronais, Ministério Público do Estado (MPE), Senai, Senac, Sine e Associação Comercial, Industrial e Empresarial de Rondonópolis (Acir), discutiram assuntos como preconceito, diversidade e inclusão social.

Foi indicado que todos os integrantes dessa rede passem por essa fase para que possam entender o que fica de responsabilidade para cada um, como cidadãos e como empresários, formadores de opinião e que estão à frente de entidades que trabalham com os dois públicos que serão beneficiados com essa iniciativa.

Guilherme Françolin, responsável pelo conteúdo do workshop, ressaltou o exercício diário que todos os participantes do projeto devem fazer. “A contratação é só o começo da etapa. É preciso pensar em como reter os colaboradores, compreendendo o potencial de cada um, oferecendo oportunidade de inclusão e desenvolvimento profissional”, afirmou.

A Secretaria Municipal de Promoção e Assistência Social está estruturando essa questão para que seja intermediada com a comunidade por meio dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras).

O próximo encontro está marcado para acontecer no dia 30 de outubro no Senai de Rondonópolis.

Fonte | Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *