A Prefeitura de Rondonópolis, por meio da Procuradoria Geral do município, já adotou medidas judiciais e administrativas visando que a empresa Mouro e Botelho, que presta serviços terceirizados na área de saúde do município, efetue o pagamento dos funcionários.

Segundo o procurador geral do município, Anderson Flávio de Godoi, foi ajuizada uma ação contra a Mouro e Botelho para que esta repasse os salários aos seus terceirizados que prestam serviços na saúde.

No entanto, a procuradoria aguarda a decisão judicial do caso. Como os pagamentos da Prefeitura à Mouro e Botelho estão em dia, o município espera com a ação na justiça que os repasses aos servidores sejam efetuados.

Administrativamente, a Procuradoria Geral também adotou providência, bloqueando qualquer pagamento do município à Mouro e Botelho até que os servidores que prestam serviços na saúde por meio da empresa sejam pagos.

Fonte | Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *