O PT (Partido dos Trabalhadores) registrou no TSE (Tribunal Superior Eleitoral), nesta 4ª feira (15.ago.2018), Luiz Inácio Lula da Silva como candidato a presidente e Fernando Haddad como vice. Os documentos do pedido de registro foram protocolados às 17h12 e foram os últimos a ser entregues entre os 13 candidatos ao Planalto.

O registro foi marcado por uma marcha de militantes ao TSE. Também houve 1 ato em frente ao tribunal com carros de som e discursos de apoio ao ex-presidente. A segurança no entorno do tribunal está reforçada e o acesso restrito desde 3ª feira (14.ago).

A sala onde o pedido de registro foi protocolado fica no 3º andar do TSE na presença da presidente do PT, a senadora Gleisi Hoffmann, de Fernando Haddad, Manuela D’Ávila, do deputado Zeca Dirceu (PT-PR), o vereador Eduardo Suplicy (PT-SP). A ex-presidente Dilma Rousseff chegou a fim do protocolo.

PATRIMÔNIO

Lula declarou patrimônio de R$ 7,9 milhões. É a 3ª maior quantia declarada por candidatos à Presidência, ficando atrás de João Amoedo (Novo), com 425 milhões, e de Henrique Meirelles (MDB), com 377 milhões.

Na eleição presidencial de 2006, a última disputada por Lula, ele declarou R$ 839 mil de patrimônio.

PLANO DE GOVERNO

O plano de governo da chapa petista prevê propostas como mudanças no STF (Supremo Tribunal Federal), taxar patrimônios e grandes fortunas.

Pela proposta petista, haverá taxação progressiva sobre grandes rendimentos. No entanto, aqueles que ganharem até 5 salários mínimos não pagam imposto de renda.

O programa de governo do PT propõe tempo de mandatos para os ministros do STF não coincidentes com a troca de governos e legislaturas.

Atualmente, os juízes do Supremo possuem mandato vitalício e se aposentam compulsoriamente ao completarem 75 anos.

Fonte | Poder 360

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *