“Corre um Rio Vermelho dentro do meu coração” é o slogan que Rondonópolis criou para representar sua adesão ao movimento World Cleanup Day ou Dia Mundial da Limpeza. Instigados pelo Juizado Volante Ambiental (Juvam) diversas entidades como Prefeitura de Rondonópolis, Câmara Municipal, Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear), Companhia de Desenvolvimento de Rondonópolis (Coder), Sindicato dos Mototaxistas e Associação dos Pescadores de Rondonópolis, além de instituições do terceiro setor e da sociedade civil organizada abraçaram a ideia e somam forças para realizar, este ano, a primeira edição do evento no município.

Para apresentar o projeto de limpeza do Rio Vermelho e definir os trechos do rio pelos quais cada parceiro se responsabilizará, os organizadores do evento se encontraram, na manhã desta quarta-feira (15), no Tribunal do Júri, com as entidades parceiras. A mesa para apresentação do plano de ação foi composta pela juíza responsável pelo Juvam, Milene Beltramini, pelo coordenador do movimento em Rondonópolis, o secretário de Gestão de Pessoas, Argemiro Ferreira, acompanhado dos servidores públicos que estão assessorando diretamente os preparativos para o Dia Mundial da Limpeza, Melquíades Netto e Lindomar Alves, além do secretário de Meio Ambiente, João Fernando Copetti Bohrer e do promotor de Justiça, Ari Madeira.

Argemiro Ferreira explicou como ocorreu a adesão do município ao movimento: “Essa é uma iniciativa do Juvam que, em uma reunião com a juíza do Meio Ambiente de Rondonópolis, doutora Milene, a Prefeitura tornou-se parceira. Agora somos uma das cidades do Brasil que hoje estão em um contexto de mais de 150 países participando dessa atividade no dia 15, que é o Dia Mundial de Limpeza”.

A juíza Milene Beltramini lembrou como foi concebida a proposta: “Foi instituído o Dia Mundial da Limpeza que é uma ação em nível planetário à qual vários países aderiram. No Brasil, muitas cidades já participam e, agora, Rondonópolis. Aqui, o prefeito disponibilizou todas as secretarias para trabalharem nas atividades de educação ambiental, que é interdisciplinar”. Ela destacou que embora seja uma ação marcada para um dia, a intenção é mudar paradigmas e formar hábitos que se fazem notar em pequenas atitudes particulares e ampliam-se para toda a sociedade.

Nos quinze dias que antecedem a data da limpeza do Rio Vermelho vão acontecer atividades educativas nas escolas municipais e atos que promovam a conscientização sobre cuidados com o meio ambiente, formas adequadas de descarte de lixo e outras práticas sustentáveis que preservem o planeta. No dia 15, os voluntários vão receber o suporte necessário para a realização da limpeza do Rio Vermelho. Na oportunidade serão entregues, entre outros materiais, luvas e sacos de lixo.

Vale lembrar que o World Cleanup Day surgiu na Estônia em 2008 a partir do movimento de cidadania e cuidados com o meio ambiente “Let’s do it”. A iniciativa teve tal impacto que, atualmente, conta com a adesão de pessoas físicas, empresas particulares, instituições públicas e filantrópicas nos muitos países dos quais o evento já faz parte do calendário anual.

Para este ano, segundo o secretário de Gestão de Pessoas, a estimativa é de que cerca de 800 pessoas participem do evento. Todos aqueles que quiserem colaborar podem se dirigir ao Rio Vermelho no dia 15 de setembro.

Fonte | Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *