Dar visibilidade às bibliotecas e evidenciá-las como um espaço acolhedor e propício a atividades multidisciplinares e dinâmicas para públicos de diversas idades. A partir dessa filosofia, a equipe do Núcleo de Bibliotecas da Secretaria Municipal de Cultura (Secult) idealizou um projeto para dar visibilidade a esse espaço que, muitas vezes, passa despercebido e mostrar para a população que a biblioteca é um local disponível para ser desfrutado por ela tanto para estudos quanto para entretenimento com literatura e atividades culturais. Os resultados já são percebidos: o aumento da quantidade de frequentadores da Manoel Severino ultrapassou o dobro entre o início do ano – quando girava em torno de 300 mensais – e julho – quando atingiu a marca dos 700.

Dentro dessa concepção, ocorreu, na terça-feira (24), a “Tarde divertida na Biblioteca Manoel Severino da Silva”, em que 30 crianças de cinco a 12 anos aproveitaram sessão de cinema com pipoca e, depois, brincaram, desenharam e saborearam um lanche.

“As crianças saíram perguntando quando seria o próximo programa. Durante a diversão, pudemos resgatar brincadeiras que hoje estão se perdendo por conta do envolvimento delas com atividades que envolvem exclusivamente a tecnologia”, comenta a organizadora do encontro, a bibliotecária da Secult Daiane Fraga. Ela se surpreendeu ao perceber que os participantes desconheciam alguns jogos e atividades criativas: “Eles não sabiam brincar de amarelinha”.

Vários benefícios são gerados a partir desses momentos de lazer e cultura, como enumerou Daiane: “Além de mantermos viva a memória das brincadeiras infantis, essas práticas estimulam a socialização entre as crianças, cada vez mais automatizadas por uma rotina com aparelhos eletrônicos. E também retiram os pequenos do sedentarismo, já que para participar é preciso se movimentar”. Daiane observa que as atividades que trabalham a ludicidade e, ao mesmo tempo, a cognição promovem a fantasia e a integração dos participantes.

Mas não é só para os pequenos que os eventos serão voltados. Segundo a bibliotecária, a equipe pretende realizar encontros focando interesses de todos  públicos: “Nossos usuários são de vários perfis, indo desde concurseiros, que buscam o espaço para estudarem, até pessoas que frequentam a biblioteca pelo prazer de ler ou para estudos de sala de aula, como adolescentes, crianças e idosos“.

Na opinião de Daiane, esses acontecimentos ajudam não somente a atrair as pessoas para a biblioteca, mas também a formar novos leitores, conscientizando a sociedade sobre a importância desse espaço como um local plural onde podem ocorrer experiências multidisciplinares e dinâmicas na propagação dos diversos saberes.

Nove profissionais, entre bibliotecários, instrutores, serviços gerais e atendimento ao público, contribuem para que essa estrutura funcione. Qualquer pessoa da população pode ter acesso à Manoel Severino e retirar livros gratuitamente se tiver a carteirinha, que pode ser feita com uma foto 3X4 e apresentação do RG, CPF, certidão de nascimento e comprovante de endereço.

Localizada na Rua Filinto Müller 1.131, Vila Operária, a Biblioteca Manoel Severino da Silva oferece internet wi-fi e fica aberta das 7h às 17 horas, de segunda a sexta-feira. O telefone para contato é 3411-5173.

Fonte | Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *