Três dias voltados para a orientação, acompanhamento, capacitação e apoio técnico aos municípios para a potencialização das políticas públicas e dos serviços, programas e benefícios socioassistenciais, abordando, entre outros assuntos, transferência de renda, apoio técnico e financeiro e gestão do sistema aos usuários do Sistema Único de Assistência Social (Suas). Com esse foco, teve início, na manhã desta terça-feira (24), no auditório do Senai, o Integra Suas, cuja nona e última etapa acontece em Rondonópolis.

Promovido pela Secretaria de Estado de Trabalho e Assistência Social (Setas) o evento reúne gestores e profissionais do Suas de 19 municípios da Região Sul de Mato Grosso, além de membros das secretarias de Educação e de Saúde.

“O Integra Suas vem trazer informações e atualização aos profissionais, sendo um dos dispositivos utilizados para trabalharmos o fomento da política de assistência social e a sua rede. Além disso, promovemos a intersetorialidade com a junção, dentro do CadÚnico, do serviço de inclusão sócio-produtiva, com a participação também da Secretaria de Saúde e de Educação, para que nós possamos trabalhar em conjunto para atender aos usuários ”, detalhou a secretária adjunta da Setas, Marli Martins. O Cadastro Ùnico para Programas Sociais ou CadÚnico é uma ferramenta de coleta de dados que permite a identificação das famílias de baixa renda para que possam ser incluídas nos programas de assistência social e redistribuição de renda.

Preocupados em ofertar aos participantes dessa capacitação conhecimentos que garantam ao usuário da política da assistência social um serviço com qualidade e resolutividade, os organizadores do evento destacaram nove assuntos a serem debatidos de hoje a quinta-feira (26), em oficinas temáticas.

“Serão oficinas na área da proteção social básica, da proteção social especial, dos programas de transferência de renda e do pró-família com mais de 30 profissionais técnicos disponíveis para que possamos tirar dúvidas e melhorar a assistência social nos municípios da Região Sul”, comentou a secretária de Promoção e Assistência Social de Rondonópolis, Márcia Rotili. Também serão trabalhados os programas Bolsa Família na Saúde e na Educação e o Programa Criança Feliz.

Para a orientadora social Samara Pacheco, que veio de Poxoréu para participar da formação, as expectativa sobre o encontro regional são muito positivas: “Espero que nos ajude a desenvolver e trabalhar melhor na minha cidade. E acredito que aqui vamos obter as informações necessárias para isso”.

Além das oficinas, a programação contou com a palestra “Desenvolvimento social, territórios e rede protetiva: desafios e prespectivas em meio às vulnerabilidades e vigilância socioassistencial” ministrada pelo advogado e doutor em sociologia Everton Neves.

“Há uma problemática nas políticas sociais, especificamente de assistência social, dessas vulnerabilidades e de como os agentes públicos vão lidar com isso nos territórios. Então, se virmos a discrepância entre bairros ou comunidades, vamos olhar que o índice de desenvolvimento humano é muito mais um movimento de olhar com uma lupa a parte dos movimentos sociais e dos problemas sócio-econômicos do que um simples indicador a partir do desenvolvimento nacional”, analisa Everton sobre o cenário de vulnerabilidade da realidade social atual.

Fonte | Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *