O vereador Cláudio da Farmácia (MDB) explicou que defende o que classifica como “Justiça Tributária” com relação ao projeto que prevê a revisão dos valores do IPTU enviado pelo Executivo Municipal e que tramita na Câmara de Vereadores.

Cláudio já afirmou que é contra a proposta da forma que está, mas esclareceu que defende que áreas onde na há cobrança do IPTU no município passe a ter. “Não há problemas em criar IPTU em locais onde não existem o imposto e isso não deixa de ser uma forma de fazermos justiça tributária”, esclareceu o vereador.

O emedebista explicou que o atual projeto que tramita na Câmara, prevê um imposto maior nos chamados terrenos baldios, mas na visão do parlamentar antes de agir dessa forma seria preciso uma atualização do cadastro imobiliário do município, pois há muitos imóveis, de moradores de baixa renda que estão cadastrados na Prefeitura ainda como terrenos, o que poderia, de fato, trazer dificuldades de pagamento para uma parcela significava da população. “O problema é que o morador humilde vai pagar como terreno, e multiplicar o valor do IPTU e isso vai prejudicar muito os moradores menos esclarecidas e de baixa renda”, disse o parlamentar.

Fonte | Assessoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *