A Câmara de Vereadores realiza, na quinta-feira (28), a primeira sessão ordinária da história destinada aos vereadores mirins que foram eleitos no final de abril deste ano, empossados no mês passado e pela primeira vez vão poder, de fato, atuar no Poder Legislativo Local. “Vai ser uma sessão igual a dos vereadores, eles vão poder discursar e apresentar projetos e indicações”, explicou o presidente da Escola do Legislativo, Felipi Chrispim.

O momento é histórico, pois com mais de 50 anos, a Câmara de Vereadores, jamais havia realizado uma sessão voltada para crianças e adolescentes.

Os vereadores mirins podem apresentar projetos e indicações até 48 horas, antes de cada sessão ordinária, que vai ocorrer sempre, na última quinta-feira, de cada mês. Os projetos e indicações devem ser protocolizados na Secretaria Legislativa Institucional.

Na segunda-feira, alguns parlamentares mirins já tinham protocolizado indicações na Câmara, muitas delas pedindo benefícios para as escolas onde estudam e para a região onde moram na cidade. As propostas vão direto para o plenário, pois não há entre eles a Ordem do Dia, que é uma reunião onde os parlamentares discutem os projetos, antes de colocarem na pauta de votação.

No entanto, antes de irem para a sessão, os 21 vereadores mirins participaram de uma série de treinamentos, como, por exemplo, curso de oratória e de confecção e acompanhamento de projetos de Lei.

Cada um dos parlamentares mirins recebeu auxilio e instrução dos vereadores titulares para trabalharem dentro do que prevê Lei na Câmara Municipal.

O projeto vereador mirim é uma iniciativa da atual mesa diretora, que visa principalmente, criar em crianças e adolescentes uma conscientização maior em torno de regras e das leis da cidadania. 

Fonte | Assessoria

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta