Adolescente de 15 anos era abusada semanalmente, segundo a polícia, desde julho de 2017. Caso foi denunciado em abril deste ano, quando vítima ia para a escola em Cuiabá.

Um homem de 38 anos foi preso na segunda-feira (21) suspeito de estuprar a enteada dele, uma adolescente de 15 anos, durante nove meses, em Cuiabá.

Os abusos foram denunciados no dia 19 de abril deste ano, após a vítima pedir ajuda na rua. O padrasto teve o mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça.

De acordo com a Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica), a adolescente era estuprada pelo menos uma vez por semana, desde julho de 2017. Segundo a Polícia Civil, o homem será indiciado pelo crime de estupro, crime com pena variável de seis a 10 anos de prisão.

As investigações sobre o caso começaram a ser feitas no dia 19 de abril, quando a mãe da vítima comunicou a polícia sobre os abusos sofridos pela filha.

Conforme a polícia, a menina era estuprada dentro de casa e também em motéis da cidade, para onde era arrastada pelo padrasto quando ele se oferecia para acompanhar a adolescente até à escola.

A vítima relatou que, em todas as ocasiões, o suspeito usava força física para consumar o crime e ameaçava matar a mãe e os amigos dela, além de a própria adolescente, se os abusos fossem descobertos.

Em uma das ocasiões em que o padrasto levava a vítima para a escola, ordenando à adolescente para que permanecesse em silêncio, ela correu pela rua e pediu ajuda a um homem que fazia caminhada pela região.

Desconfiado ao ver que a jovem era perseguida, o homem acompanhou a adolescente até à escola, onde a mãe dela e a patrulha escolar foram acionados.

Fonte | G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *