Rayan Luandre Abreu Silva, de 23 anos, também é suspeito de explodir o muro da mesma penitenciária, no ano passado, quando 26 presos fugiram. Nessa segunda-feira (2), polícia identificou buracos em celas e grades serradas.

 

Um homem suspeito de fazer parte de um plano de fuga em massa na Penitenciária Major Eldo Sá Corrêa, a Mata Grande, em Rondonópolis, foi preso nessa segunda-feira (2). O plano foi descoberto e buracos e grades serradas em celas identificadas, na mesma data.

Rayan Luandre Abreu Silva, de 23 anos, foi preso pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) do município e autuado em flagrante por tráfico de drogas, posse de arma de fogo de uso restrito e associação criminosa.

O delegado Gustavo Belão disse que a polícia foi até a casa dele, onde foi encontrado um revólver e munições de uso restrito, inclusive a de um fuzil, e uma porção de droga.

De acordo com a Polícia Civil, ele recrutava outras pessoas para dar apoio ao crime.

Criminosos explodiram muro de penitenciária e 26 presos fugiram, no ano passado (Foto: Sindspen/Divulgação)

Criminosos explodiram muro de penitenciária e 26 presos fugiram, no ano passado (Foto: Sindspen/Divulgação)

Em novembro do ano passado, Rayan é suspeito de ajudar a explodir o muro da Mata Grande, segundo a polícia. À época, 26 presos fugiram da penitenciária. O grupo do qual ele fazia parte atirou contra os agentes que estavam nas torres de segurança da penitenciária, jogou explosivos no muro da unidade e ajudou na fuga dos presos.

E, em fevereiro deste ano, ele também teria tentado explodir o muro da Penitenciária Osvaldo Florentino Leite Ferreira, o Ferrugem, em Sinop, a 503 km de Cuiabá.

Fonte | G1

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta