Os defensores da mudança apontam que essa seria uma forma de desvincular o programa do petismo, o que pode ajudar a minar o poder eleitoral da legenda, ainda mais no Nordeste, diz a Coluna do Estadão

Segundo informações da Coluna do Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo, o governo Michel Temer estuda mudar o nome do programa Bolsa Família, considerada vitrine da área social da gestão Lula.  A marca foi criada por Duda Mendonça ainda no primeiro mandato do petista.

De acordo com o jornal, uma das opções é rebatizar o programa para “Bolsa Dignidade”. Os defensores da mudança apontam que essa seria uma forma de desvincular o programa do petismo, o que pode ajudar a minar o poder eleitoral da legenda, ainda mais no Nordeste. Outra hipótese é  manter o nome Bolsa Família, agregando à marca outra palavra.

Ao jornal, o ministro Osmar Terra negou que a medida seja eleitoreira. “A ideia é mostrar que não é só transferência de renda. Queremos dar um sentido mais dinâmico”, afirmou. De qualquer forma, o governo quer conceder neste ano eleitoral um reajuste acima da inflação para o benefício; a última vez que Temer elevou o benefício foi quando assumiu, em 2016.

Fonte | Infomoney

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *