Homem de 33 anos pretendia atirar na mãe da vítima por não aceitar o fim do relacionamento. Ele ainda não foi localizado e o caso está sendo investigado pela polícia.

Uma menina de 12 que levou um tiro no abdômen ao tentar defender a mãe dela, em Rondonópolis, no sábado (13), está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional do município, de acordo com a Polícia Civil.

Mas, Ana Luisa Cavalcante Medeiros está consciente, conforme a polícia.

O autor do disparo, segundo a polícia, é o padrasto da vítima, Alexsandro de Moura Amaral, de 33 anos, que ainda não foi localizado.

O caso está sendo investigado pela Delegacia da Mulher de Rondonópolis.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar, na data do crime, Alexsandro teria pulado o murado da casa da ex-mulher dele, Cirley Nunes Cavalcante, para tentar matá-la. A enteada, ao ver que o padrastro estava armado, gritou para a mãe que correu e se escondeu no quarto.

A menina estava na frente da porta do quarto em que a mãe estava quando Alexsandro efetuou disparo e a acertou.

A princípio, o padrasto deve responder por tentativa de homicídio doloso, que é quando existe a intenção de matar.

Um vizinho, que pediu para ter a identidade revelada, disse não ter ouvido o barulho do disparos. “Estava lavando o meu carro, não escutamos nada. Daí chegou a viatura da Polícia Militar e o Samu, só ouvimos os comentários de que ele tinha atirado na enteada”, contou.

Segundo ele, a informação é de que ele não aceitava a separação e, por isso, tentou matar a mulher.

Fonte | G1

(Visited 1 times, 1 visits today)

Deixe uma resposta