O policiamento aéreo, tem um efeito bastante relevante e a população consegue visualizar esse monitoramento e se sente observada e tem a sensação de estar sendo vigiada

Depois da fuga em massa dos fugitivos da Penitenciária Major Eldo Sá Corrêa, Mata Grande na madrugada desta sexta-feira (10). Uma grande operação foi montada e um Gabinete de Gestão Integrada (GGI), formado pelas Secretarias de Estado de Segurança Pública (Sesp), de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh); e Comando Regional, foi montado na cidade para apurar as circunstâncias da fuga e garantir a segurança a população de Rondonópolis.

Forças policiais compostas pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Gerência de Operações Especiais (GOE) da Polícia Judiciária Civil (PJC), da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Polítec) e do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) de Mato Grosso, estão com suas atenções voltadas na captura dos fugitivos.

Diante disso, o secretário de Estado de Segurança Pública, Gustavo Garcia, convidou a imprensa para entender o trabalho da unidade aérea para a segurança pública realizado pelo Ciopaer, com um voo de demonstração com uma aeronave modelo Esquilo Alfa Serra 50 de fabricação francesa e montado no Brasil, o voo foi comandado pelo Tenente Coronel Zanca, do Ciopaer, que explicou que além de prover a segurança da população, o objetivo também é cuidar a segurança dos policiais, que estão nas operações.

“Essa aeronave é usada em ações policiais onde as equipes e guarnições, precisam de apoio aéreo para monitoramento. Por exemplo, se os fugitivos da Mata Grande estiverem armados, ou tentar sair dos locais pulando muros e se esconder na mata, ou em um lugar de difícil acesso. A equipe que estiver sobrevoando o local consegue ver através do uso de câmera ultra HD e com o equipamento de imageador térmico, onde esses suspeitos e fugitivos podem estar dentro de um raio de até 6 quilômetros” explicou o comandante.

Já para o 2º Tenente da Polícia Militar (PM), Janeferson, o apoio de policiamento aéreo do Ciopaer é de fundamental importância em virtude da situação ocorrida na madrugada de sexta-feira na Mata Grande, auxiliando o trabalho das guarnições que estão empenhadas na recuperação desses foragidos.

“Esse suporte de policiamento aéreo é extremamente importante pela visibilidade e pelo rápido deslocamento em terrenos, auxiliando as guarnições na detenção de fugitivos em solo, ou em atitude suspeita, como também em qualquer situação de crime” ressaltou o 2º tenente.

O policiamento aéreo, tem um efeito bastante relevante e a população consegue visualizar esse monitoramento e se sente observada e tem a sensação de estar sendo vigiada, trazendo a sensação de segurança com o apoio policial que esta reforçado na cidade.

Fonte | RD News, Agora MT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *