Acidente ocorreu em Alta Floresta na terça-feira (31). O corpo dele deve ser sepultado em Guarantã do Norte.

Vítima da explosão de um botijão de gás em Alta Floresta, a 800 km de Cuiabá, na terça-feira (31), Joelson Jantsch, de 35 anos, morreu em uma unidade hospitalar na quarta-feira (1º). A mulher e o filho do casal também tiveram ferimentos e morreram após internação.

O corpo da vítima foi levado para Guarantã do Norte, a 721 km da capital, onde deve ser sepultado ainda nesta quinta-feira (2).

A mulher de Joelson teve 100% do corpo queimado e sofreu falência múltipla dos órgãos. Já o filho do casal seria transferido para o Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC) nesta quarta-feira. No entanto, segundo o governo, ele morreu antes da transferência.

Joelson Jantsch, de 35 anos, morreu após a explosão de um botijão de gás (Foto: Funerária São Judas Tadeu/Divulgação)

Explosão

O acidente com a família ocorreu depois que a mulher de 21 anos acendeu um isqueiro na cozinha onde havia um vazamento de gás de cozinha, segundo o Corpo de Bombeiros.

Os moradores colocaram o botijão de gás e o ligaram ao fogão, mas a mangueira que envia o gás ao fogão se soltou, ocorrendo o vazamento de gás. A família não teria percebido que a mangueira estava solta, nem percebeu o cheiro do gás.

Além da família, uma vizinha de 16 anos ficou ferida com a explosão. No entanto, não há informações sobre o estado de saúde da adolescente.

Fonte | G1 MT (com Nativa News)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *